https://agilefingers.com
anúncio

Texto - "Contos Fantásticos" Teófilo Braga

feche e comece a digitar
Quem sabe se é o amor que a transporta assim para as solidões, como a pomba que vai esconder-se na rocha alcantilada? O amor que esmalta a vida de harmonias e encantos, que acorda as virações para levarem longe o pólen fecundante, que abre o cálice das flores para as abelhas tocarem os nectários deliciosos, que une o gemido do regato tépido com o ruído, brando que adormece, do canavial que orna as margens sinuosas? O amor é um amplexo, a identificação; como poderia divorciando-a com a vida, mudar a sua alegria em uma tristeza que é como o pressentimento do sepulcro? Aquele segredo incomunicável oprime, a terra como a esfinge propondo o enigma. Ela cada vez andava mais desfalecida, pendia de cansaço, ofegava; mas procurava iludir os desvelos da família com um vigor que não tinha, como sucede ao náufrago quase a aferrar a terra, de que a ressaca da onda o afasta, e que hesita se deve lutar mais tempo, se deixar-se engolir nas voragens do oceano. Gravitaria ela em volta de um mundo em que procurasse absorver-se, e a vida da terra, de cá, fosse como o refluxo que a impelia para longe? Pobre flor, que se debruça nas bordas da sepultura, será uma ilusão quanto a sua alma ingênua sente? Serão uma mentira todas as harmonias que se modulam lá dentro? O tapiz verde da relva fresca, lúbrica, que a chama para vir doidejar ali num volteio feérico, febril, esconder-lhe-ia o lodo de um charco estagnado que a ha de engolir para sempre? Tenho medo de vê lá assim, com os olhos fitos no horizonte, nessa morbidez do êxtase; a vertigem pode sacudiu-a, e precipitar-se, como a borboleta prateada e indiscreta. A sua alma eleva-se para o céu; porque voa tão cedo para cima a névoa da madrugada, de uma alvura intente? A andorinha quando parte, voa na asa da rajada hibernal que a arrebata. Mas o mundo acariciou-a sempre; porque se esconde pois e foge dele? Será a reminiscência viva do foco de luz de onde saiu, que lhe inspiram tamanha ansiedade, e lhe abre na alma uma saudade vivíssima, que mata? Às vezes está tranquila, imóvel, como quem escuta a toada de um concerto mavioso que embala e com que se adormece. Oh, quem ousará despertara-a? Seria perturbar a cristalização de uma gota de orvalho que se transforma em perola. Outras vezes tem o olhar impávido, firme, de quem contempla e pasma ante uma visão imensa e augusta. Que aparição risonha irá falar-lhe? Eros, na solidão remota da noite? Será o desejo de vê-lo, o desalento do impossível, que a fazem se concentrar assim nessa dor? Uma lágrima era a gota do óleo aromático da lâmpada escondida; em vez de faze-lo desaparecer, envolto na nuvem branca e etérea, a lágrima traze-lo-hia como um grande astro que atraem após si miríades de planetas. A tarde declinava amena, festiva, com o último lampejo de graça que deixa pressentir já a melancolia do outono. Emma ergueu-se da mesa; o rosto estava deslumbrante de transfiguração, possuída do sentimento do infinito, que lhe dava uma expressão sobre humana, excelsa, que se não podia fitar, semelhante á Seraphita enlevada nas iluminações swedenborgianismo, ao transpor os precipícios icários, inacessíveis dos fiordes da Noruega. Naquela tarde parecia opressa por uma angústia mais íntima. Segui-a, queria admira-la na altura a que se remonta, queria que me fizesse herdeiro do seu manto profético, no instante em que se livrasse no carro de fogo, como Elias. E ela era bem a profetisa do deserto. Aproximei-me. Estava serena e plácida, como quem mergulhará no oceano da contemplação. De mais perto vi que dormia, com um sono hipnótico. Ficara-lhe um sorriso estampado nos lábios; parecia o invólucro de uma crisálida misteriosa; a borboleta voará para a luz, abandonara-o na terra. Conservava então um livro sobre o regaço; a mão inerte repousava sobre a página. Um leve sinal notava uma frase profunda em que a alma se lhe absorverá: "Um anjo está presente a um outro, quando ele o deseja." Procurei ver de quem era o livro. Era escrito por Swedenborg, o patriarca dos teosofia do norte, o que levou mais longe as relações com o mundo invisível. O livro intitulava-se: A sabedoria angélica da onipotência, onisciência, onipresença dos que gozam a eternidade, a imensidade de Deus. Emma acordou de súbito. Senti um estremecimento de terror, começava a compreender a sua solidão. Eu mesmo tinha estudado a segunda vista, corrigido alguns fenômenos de sugestão que se passavam no meu espírito, conseguira por uma excitação nervosa perene a hipnotização voluntária. Também no livro De varietate rerum descreve Jeronymo Cardan a faculdade que tinha de experimentar o êxtase espontâneo, e de tornar objetivas as imagens criadas na sua mente: "Quando eu quero, vejo o que me apraz, e isto não só com o espírito, mas com os olhos, com essas imagens que eu via na minha infância. Mas agora creio que elas são o resultado de minhas ocupações. É certo que nem sempre possui esta faculdade, contudo não a tenho senão quando quero. As imagens que eu vejo estão sempre em movimento; é assim que vejo as florestas, os animais, os diversos países e tudo quanto eu quero ver. Creio que a causa de todos estes efeitos está na atividade da minha imaginação e numa vista penetrante cima. Desde a minha infância tinha de comum com Tibério César o poder ver na obscuridade mais profunda, como em pleno dia. Porém não conservei muito tempo esta faculdade. Apesar disso vejo ainda alguma coisa, posto que não posso distinguir bem o que vejo; e atribuo este efeito ao calor do cérebro, à subtileza dos espíritos vitais, à substância do olho, e a energia da imaginação." É esta uma qualidade vulgares cima nos povos do norte, principalmente os insulares, conhecida sob a denominação de Second Sight. Ali a imaginação tendo pouca variedade de paisagem que a fecunda, volta sobre si o que há edificado e exagera lhe as proporções. Por isso as teogonias do norte são terríveis. As avalanches suspensas a precipitaram-se, os nevoeiros difundidos por toda a parte como um sudário imenso e frio, a aurora dos polos a desdobrar-se esplêndida, tudo faz sonhar de um mundo fantástico, escutar essas toadas vagas, indefiníveis dos espíritos que se anunciam pelo ressoar de uma harpa longínqua. O dom da visão é comum; é assim na ilha de Ferroe. Que virgens se não ostentam numa aparição repentina, e que o vidente procura, sem nunca mais poder encontrar-as! Balzac, o observador sem igual do coração, sentiu toda a poesia do norte no poema de Seraphita; é um mistério, o enlace da filosofia e da poesia, um êxtases indecifrável de Swedenborg, contemplado nas fiordes da Noruega. O delírio de Seraphita é o problema incessante da percepção imediata; o seu amor é mais puro que o ideal de Diotima, é ele que lhe dá a segunda vista. Taisha Trim e Phissichin são os nomes que em língua gaélica se dão aos que tem esta faculdade. Os fatos observados são inúmeros, o seu estudo é dos nossos dias. Kant combateu a doutrina visionária de Swedenborg, mas não atendeu que este fenômeno físico era todo sentimental; viu no patriarca dos videntes do norte um impostor. A vida exemplares cima de Swedenborg é um desmentido completo e irretorquível dos argumentos desta ordem. Como explicar a inspiração continua, a segunda vista? A alma paira entre dois mundos físico com que se relaciona pelos sentimentos, o físico com que se relaciona pelos pressentimentos; se é atraída para o mundo dos corpos, predominam nele os instintos, e as sensações, todas relativas, só lhe advém pela presença dos objetos; se a alma por um desejo veemente se eleva do estado de animação de espíritos, os sentimentos desprendem-se do nexo das relações terrestres, e conhecem tudo independente das sensações pela representação subjetiva. É o que acontece aos poetas, cantando a beleza de formas não sonhadas, a reminiscência de harmonias não ouvidas.
próximo texto
próxima lição
Tarefa Única lição Grupo de aulas 1000 palavras mais populares Voltar ao teste
a melhor maneira de aprender a digitação é usar AgileFingers! *texto de amostra /texto-amostra Começe a digitar Começe a digitar. Boa sorte! Toque no teclado e comece a digitar Pressione qualquer tecla no seu próprio teclado e, em seguida, comece a digitar o texto Bem-vindo ao AgileFingers! Esta é a sua última tentativa para esta tarefa! Defina seu objetivo Escolha uma lição Escolha um texto Escolha ou envie um texto Escolha uma tarefa Parabéns! Sua pontuação atende ao seu objetivo atual. Muito devagar! Seu objetivo atual é Muito impreciso! Exatidão mínima é Objetivo alcançado!!! , Mas primeiro faça o login e suas pontuações serão salvas! As opções são armazenadas no navegador e não na conta do usuário. Cada feedback construtivo é um grande presente! Escolha um texto para correção Ah, que dia bonito para a Ciência!! E-mail inválido Você não está conectado prática Erro ao salvar dados Use o seu próprio, não o teclado virtual para digitar. Palavras aleatórias Texto palavras por minuto caracteres por minuto PPM CPM gráfico ocultar Lição Tarefa Única lição Grupo de aulas Texto Aprenda a digitar mais rápido - AgileFingers Digite muito mais rápido sem olhar para o teclado. Este curso de digitação de toque on-line gratuito gratuito irá ajudá-lo a aumentar sua velocidade e precisão." Decida o quão rápido você deseja digitar - AgileFingers Ao aprender a digitar mais rápido, é importante definir uma meta. Tente alcançá-lo. Se você atingir o objetivo, defina um maior. Lições de digitação rápida - AgileFingers Você pode digitar mais rápido. Cada dedo do seu tipo em uma velocidade diferente. Cada dedo é responsável por clicar em uma determinada área do seu teclado. Exercício de digitação rápida em textos completos - AgileFingers Escolha um texto completo para praticar digitação rápida. Teste de digitação por toque - AgileFingers Teste se você digitar tão rápido quanto você pensa que faz. Se você não, não se preocupe. Basta praticar mais com AgileFingeres, eventualmente você vai conseguir seu objetivo. Tarefa de teste Teste de digitação - tarefa: A sua opinião sobre AgileFingers Partilhe as suas opiniões sobre AgileFingers. Podemos certamente fazer este curso melhor. Vamos trabalhar juntos nessa Lição Exercício rápido de digitação: Meu próprio texto - AgileFingers Texto de amostra - AgileFingers Corrija um texto para uma melhor experiência de digitação no AgileFingers Exercício de digitação Exercício para digitação rápida Aprenda a digitar jogando jogos - AgileFingers Aprender a digitar o toque não é a coisa mais prazerosa a fazer, mas o AgileFingers torna mais interessante. Aprenda a digitar mais rápido jogando um jogo! Resgate de ovelhas - toque de digitar o jogo - AgileFingers Aprenda a digitar o toque jogando "Resgate de ovelhas" - jogo que ensina como digitar mais rápido e com mais precisão. Pressione a tecla correta e obtenha pontos para sua bravura. Palavras em estrela - toque de digitar o jogo - AgileFingers Mestre toque digitando jogando "Palavras em estrela" - jogo que fará você digitar muito mais rápido. Este jogo faz parte do curso AgileFingers. Perfil de usuário - AgileFingers Perfil de usuário para AgileFingers Entrar / registar - AgileFingers Autenticação para AgileFingers Configurações - AgileFingers Configurações para AgileFingers toque digitando aplicativo on-line Ensine seus alunos a digitar mais rápido - AgileFingers Zona para professores que desejam melhorar as habilidades de digitação de seus alunos. Você pode começar uma aula na sala de aula ou designar seus alunos. Observe como eles digitam cada vez mais rápido. Zona do aluno para quem deseja aprender a digitar com toque - AgileFingers Faça aulas de digitação por toque. Seu professor o guiará em questões de digitação. indicador do meio anelar mindinho todos os dedos linha Lição: dedos interior Palavras aleatórias Palavras e números aleatórios As palavras mais comuns números /indicador /meio /anelar /mindinho /todos-dedos /linha /licao /dedos /interior /palavras-aleatorias /numeros-palavras-aleatorios /teste /licao-unica /grupo-aulas /licoes https://agilefingers.com/pt /texto /textos /tarefa /mais-comum /licao-de-casa /trabalho-em-sala-de-aula /aluna /sumario dever de casa trabalho em sala de aula Mais uma vez Tente novamente editar Inglês O texto não deve estar em branco
começe a digitar!