https://agilefingers.com
anúncio

Texto - "A architectura religiosa na Edade Média" Augusto Fuschini

feche e comece a digitar
O antigo espírito clássico, que produzirá as magníficas civilizações da Grécia e de Roma, esmorecia, como esmagado sob o peso da sua própria e grandiosa obra, quando dois elementos novos, talvez regulados pela lei suprema da conservação e do perpetuo rejuvenescimento da Humanidade, se manifestaram com profundo vigor e intensidade no seio das velhas sociedades decadentes: o Cristianismo e a invasão dos bárbaros. Assim, os fatos históricos, as ideias e os sentimentos humanos, as instituições sociais, a moral, a política e a arte, se explicam pela acção recíproca e poderosa dos três princípios, o clássico, o christão e o bárbaro, que são as causas efficientes da edade-media e da civilisação moderna. Já no tempo de César e de Augusto, os primeiros Imperadores, cuja grandeza de gênio é incontestável, a sociedade romana entrará em plena decadência. Os vícios da antiga República, que os bons cidadãos e os philosophos contemporâneos não haviam podido expungir, cavaram-lhe a ruína. O Império correspondia, sem dúvida, às necessidades de corrigir ardentes ambições em contínuas lutas, que produzem sempre a anarquia política, e de imprimir acção enérgica e centralizadora à enorme expansão das conquistas; mas o Império trazia na própria essência dois vícios terríveis e inevitáveis: o despotismo, a extinção completa das últimas liberdades públicas, e a constituição militar, como poder especial independente dos cidadãos, o militarismo segundo a expressão moderna. Na agonia da República, Catão de Útica previram o desastre. Lutará para o evitar, chegando até a apontar o homem, Júlio César, que devia destruir o quase phantasma da antiga liberdade romana. O futuro Dictador, ainda muito novo, espreitava e preparava, entre os prazeres dos ricos e dos poderosos da Roma republicana, pelo amor das mulheres, pela elegância, pelos costumes fáceis e até pela lisonja, a origem da grandeza, que mais tarde encontrou no proconsulado das Gallias. Assim também, Napoleão, frequentando os salões políticos e litterarios do Diretório republicano, conseguiu ser nomeado general em chefe dos exércitos da Itália. Singular coincidência entre dois homens de carácter tão parecido, dois gênios inegavelmente; um procura nas Gallias, a França, outro na Itália, a República Romana, as origens de futuros impérios! Durante o Império, pelo menos nos primeiros tempos, as ambições foram enfrentadas pela existência do poder perpétuo da ditadura; mas, se algumas das antigas instituições conservaram os nomes, foram-lhes tiradas a pouco e pouco as últimas funções. Os fracos lampejos da liberdade republicana em breve se extinguiram na escuridão profunda do mais feroz despotismo, até hoje conhecido. O César era ditador e pontífice-máximo, o soberano absoluto dos povos e o chefe espiritual das consciências. Também é certo que a energia da centralização política e administrativa do Império facilitou o espírito conquistador e a conservação das conquistas, mais do que o podia fazer a esfacelada República; mas, como consequência lógica, estas mesmas condições favoráveis prepararam o militarismo. Os exércitos nacionais da República tornaram-se as legiões cesarianas do Império, que lhes pagava e as dirigia, transformando-se a pouco e pouco em guardas do Imperador. Era natural e lógica esta confusão entre o homem e o princípio. A nação, o povo, a liberdade, os direitos dos cidadãos, tudo desaparecera encarnado na pessoa de um Cesar deificado. Os resultados eram fatais. Tibério criou as guardas pretorianas para defesa da pessoa do Imperador. Sentindo a sua força, os pretores imperiaes completaram depois logicamente a doutrina e as guardas pretorianas começaram a escolher os Césares. O despotismo e a centralização do Império acentuaram, assim, as causas da decadência da sociedade romana, dando-lhe, apenas, por algum tempo um falso aspecto de força e de grandeza. Nos últimos anos da República era já, na realidade, profunda a desmoralização das classes superiores. O ouro das depredações, feitas nas províncias conquistadas, os costumes luxuosos e dissolutos, importados com o ouro dos povos orientais, os grandes latifúndios, em que se dividia a Itália, possuídos por famílias poderosas, haviam amolecido a antiga rigidez do caráter romano. São ainda hoje citadas e célebres as prodigalidades da magnificência e do luxo de Lucullo, questor da Ásia. As despesas excessivas de um estado de guerra constante em regiões diferentes e afastadas, a defesa de vastíssimas fronteiras, já então ameaçadas em mais de um ponto, as estradas e as respectivas obras, pontes, castelos, campos entrincheirados, que constituíam a admirável rede de comunicações militares romanas dentro e fora da Itália, as espoliações dos grandes e pequenos funcionários, exigiam o ardor do fisco, motivaram-lhe as violências, exercendo-se, como sempre, sobre as classes populares. Estas péssimas sementes, lançadas no campo da democracia, ainda haviam sido contrariadas durante a República por instituições e franquias populares. O Império, nivelando a sociedade abaixo de um César deificado de quem tudo e todos dependiam, extinguindo as últimas liberdades, criando uma espécie de côrte de grandioso fausto, que no tempo de Elagabalus atingiu as loucuras orientais nos costumes e no luxo, desenvolvendo por necessidade o espírito e as forças militares, acentuou estas causas de decadência. Nos começos do Império, um philosopho epicurista, Petrônio, deixou-nos uma face viva d'esse estado moral e social, numa satyra célebre e cheia de vigorosa ironia, o Satyricon. A religião politeísta perderá o prestígio e a força. As classes superiores professavam um epicurismo devasso, elegante e ateu. O povo, sem crenças, debatia-se na miseria politica e economica. Os mythos do polytheism podiam interessar imaginações ardentes e poéticas; mas não consolava desgraçados, que sobre a terra sentiam apenas, sem uma esperança, a rudeza do trabalho, as crueldades da dor e o receio da morte. Os deuses tinham perdido o seu prestígio, porque não fazem milagres; esses deuses alegres e devassos, que aceitavam os Césares por colegas e o deixavam, a ele, pobre povo, sofrer e morrer de fome, mais miserável e esquecido do que as bestas das cavalariças imperiaes...
próximo texto
próxima lição
Tarefa Única lição Grupo de aulas 1000 palavras mais populares Voltar ao teste
a melhor maneira de aprender a digitação é usar AgileFingers! *texto de amostra /texto-amostra Começe a digitar Começe a digitar. Boa sorte! Toque no teclado e comece a digitar Pressione qualquer tecla no seu próprio teclado e, em seguida, comece a digitar o texto Bem-vindo ao AgileFingers! Esta é a sua última tentativa para esta tarefa! Defina seu objetivo Escolha uma lição Escolha um texto Escolha ou envie um texto Escolha uma tarefa Parabéns! Sua pontuação atende ao seu objetivo atual. Muito devagar! Seu objetivo atual é Muito impreciso! Exatidão mínima é Objetivo alcançado!!! , Mas primeiro faça o login e suas pontuações serão salvas! As opções são armazenadas no navegador e não na conta do usuário. Cada feedback construtivo é um grande presente! Escolha um texto para correção Ah, que dia bonito para a Ciência!! E-mail inválido Você não está conectado prática Erro ao salvar dados Use o seu próprio, não o teclado virtual para digitar. Palavras aleatórias Texto palavras por minuto caracteres por minuto PPM CPM gráfico ocultar Lição Tarefa Única lição Grupo de aulas Texto Aprenda a digitar mais rápido - AgileFingers Digite muito mais rápido sem olhar para o teclado. Este curso de digitação de toque on-line gratuito gratuito irá ajudá-lo a aumentar sua velocidade e precisão." Decida o quão rápido você deseja digitar - AgileFingers Ao aprender a digitar mais rápido, é importante definir uma meta. Tente alcançá-lo. Se você atingir o objetivo, defina um maior. Lições de digitação rápida - AgileFingers Você pode digitar mais rápido. Cada dedo do seu tipo em uma velocidade diferente. Cada dedo é responsável por clicar em uma determinada área do seu teclado. Exercício de digitação rápida em textos completos - AgileFingers Escolha um texto completo para praticar digitação rápida. Teste de digitação por toque - AgileFingers Teste se você digitar tão rápido quanto você pensa que faz. Se você não, não se preocupe. Basta praticar mais com AgileFingeres, eventualmente você vai conseguir seu objetivo. Tarefa de teste Teste de digitação - tarefa: A sua opinião sobre AgileFingers Partilhe as suas opiniões sobre AgileFingers. Podemos certamente fazer este curso melhor. Vamos trabalhar juntos nessa Lição Exercício rápido de digitação: Meu próprio texto - AgileFingers Texto de amostra - AgileFingers Corrija um texto para uma melhor experiência de digitação no AgileFingers Exercício de digitação Exercício para digitação rápida Aprenda a digitar jogando jogos - AgileFingers Aprender a digitar o toque não é a coisa mais prazerosa a fazer, mas o AgileFingers torna mais interessante. Aprenda a digitar mais rápido jogando um jogo! Resgate de ovelhas - toque de digitar o jogo - AgileFingers Aprenda a digitar o toque jogando "Resgate de ovelhas" - jogo que ensina como digitar mais rápido e com mais precisão. Pressione a tecla correta e obtenha pontos para sua bravura. Palavras em estrela - toque de digitar o jogo - AgileFingers Mestre toque digitando jogando "Palavras em estrela" - jogo que fará você digitar muito mais rápido. Este jogo faz parte do curso AgileFingers. Perfil de usuário - AgileFingers Perfil de usuário para AgileFingers Entrar / registar - AgileFingers Autenticação para AgileFingers Configurações - AgileFingers Configurações para AgileFingers toque digitando aplicativo on-line Ensine seus alunos a digitar mais rápido - AgileFingers Zona para professores que desejam melhorar as habilidades de digitação de seus alunos. Você pode começar uma aula na sala de aula ou designar seus alunos. Observe como eles digitam cada vez mais rápido. Zona do aluno para quem deseja aprender a digitar com toque - AgileFingers Faça aulas de digitação por toque. Seu professor o guiará em questões de digitação. indicador do meio anelar mindinho todos os dedos linha Lição: dedos interior Palavras aleatórias Palavras e números aleatórios As palavras mais comuns números /indicador /meio /anelar /mindinho /todos-dedos /linha /licao /dedos /interior /palavras-aleatorias /numeros-palavras-aleatorios /teste /licao-unica /grupo-aulas /licoes https://agilefingers.com/pt /texto /textos /tarefa /mais-comum /licao-de-casa /trabalho-em-sala-de-aula /aluna /sumario dever de casa trabalho em sala de aula Mais uma vez Tente novamente editar Inglês O texto não deve estar em branco
começe a digitar!