Vocabulário
novo

Aprenda vocabulário em inglês digitando palavras e frases de cartões de vocabulário. O resumo do flashcard permite que você verifique seu progresso e selecione cartões de vocabulário para aprender.

 
cartões memorizados
progresso
resumo

Pessoas

Aparência

Casa

Compras

Comida

Comer fora

Educação e estudo

Trabalho

 
 

Mais cartões de vocabulário serão adicionados em breve.

Configurações dos cartões de vocabulário

Os cartões de vocabulário têm suas configurações específicas. Você pode fazer as seguintes alterações para personalizar sua experiência de aprendizado de vocabulário:
  • Escolha do número de cartões de vocabulário por exercício

    Você pode escolher quantos cartões de vocabulário deseja praticar durante uma sessão de digitação. O número padrão é dez. Selecionar uma quantidade menor de vocabulário pode ser uma boa ideia se você for iniciante.

  • Escolha de uma variante do idioma inglês

    Você pode escolher qual variante de inglês os cartões de vocabulário usarão: inglês britânico ou americano. Como há diferenças entre os dois, você pode selecionar a variante de sua preferência.

  • Alterando caracteres de teclado não suportados

    Se o layout do seu teclado não suportar certos caracteres especiais ou diacríticos do idioma que você pratica com os cartões de vocabulário, o sistema pode ignorar alguns desses caracteres. Caracteres especiais serão aceitos como seus equivalentes mais próximos do alfabeto latino, quando possível. Por exemplo, se a palavra a ser digitada for único e você digitar unico porque seu layout não suporta acentos, isso não será considerado um erro.

Símbolos fonéticos na pronúncia em inglês

O Alfabeto Fonético Internacional (IPA) fornece um conjunto padronizado de símbolos para representar os sons da língua falada. Abaixo estão os símbolos IPA para a pronúncia em inglês com exemplos e descrições, incluindo como esses sons são pronunciados em português. Se não houver exemplos adequados em português, são fornecidos exemplos em inglês com a sugestão de que podem ser semelhantes a palavras portuguesas.

Vogais em inglês

  • /iː/ - como em see, pronunciado /siː/ (como o "i" em si /si/)
  • /ɪ/ - como em sit, pronunciado /sɪt/ (como o "i" em site /sitʃi/)
  • /e/ - como em bed, pronunciado /bed/ (como o "e" em /pɛ/)
  • /æ/ - como em cat, pronunciado /kæt/ (como o "a" em carro /ˈkaʁu/)
  • /ɑː/ - como em father, pronunciado /ˈfɑːðə/ (como o "a" em pai /paj/)
  • /ɒ/ - como em hot, pronunciado /hɒt/ (como o "o" em sol /sɔw/)
  • /ɔː/ - como em law, pronunciado /lɔː/ (como o "o" em /pɔ/)
  • /ʊ/ - como em put, pronunciado /pʊt/ (como o "u" em luz /lus/)
  • /uː/ - como em blue, pronunciado /bluː/ (como o "u" em muito /ˈmũjtu/)
  • /ʌ/ - como em cup, pronunciado /kʌp/ (como o "a" em casa /ˈkaza/)
  • /ɜː/ - como em bird, pronunciado /bɜːd/ (como o "e" em amor /ˈamɔʁ/)
  • /ə/ - como em sofa, pronunciado /ˈsəʊfə/ (como o "a" em cama /ˈkama/)

Ditongos em inglês

  • /eɪ/ - como em say, pronunciado /seɪ/ (como o "ei" em rei /ʁej/)
  • /aɪ/ - como em my, pronunciado /maɪ/ (como o "ai" em pai /paj/)
  • /ɔɪ/ - como em boy, pronunciado /bɔɪ/ (como o "oi" em foi /foj/)
  • /aʊ/ - como em now, pronunciado /naʊ/ (como o "au" em auto /ˈawto/)
  • /əʊ/ - como em go, pronunciado /ɡəʊ/ (como o "ou" em sou /so/)
  • /ɪə/ - como em here, pronunciado /hɪə/ (como o "ia" em maria /maˈɾiɐ/)
  • /eə/ - como em there, pronunciado /ðeə/ (como o "é" em /pɛ/)
  • /ʊə/ - como em tour, pronunciado /tʊə/ (como o "ua" em quarto /ˈkwatʊ/)

Consoantes em inglês

  • /p/ - como em pat, pronunciado /pæt/ (como o "p" em pato /ˈpatu/)
  • /b/ - como em bat, pronunciado /bæt/ (como o "b" em boca /ˈboka/)
  • /t/ - como em tap, pronunciado /tæp/ (como o "t" em taco /ˈtaku/)
  • /d/ - como em dog, pronunciado /dɒɡ/ (como o "d" em dado /ˈdadu/)
  • /k/ - como em cat, pronunciado /kæt/ (como o "c" em casa /ˈkaza/)
  • /ɡ/ - como em go, pronunciado /ɡəʊ/ (como o "g" em gato /ˈɡatu/)
  • /f/ - como em fun, pronunciado /fʌn/ (como o "f" em fogo /ˈfoɡu/)
  • /v/ - como em van, pronunciado /væn/ (como o "v" em vaca /ˈvaka/)
  • /θ/ - como em think, pronunciado /θɪŋk/ (como o "th" em inglês think /θɪŋk/, pode ser similar ao "t" em taco /ˈtaku/)
  • /ð/ - como em this, pronunciado /ðɪs/ (como o "th" em inglês this /ðɪs/, pode ser similar ao "d" em dado /ˈdadu/)
  • /s/ - como em sit, pronunciado /sɪt/ (como o "s" em sol /sɔw/)
  • /z/ - como em zoo, pronunciado /zuː/ (como o "z" em zero /ˈzeɾu/)
  • /ʃ/ - como em she, pronunciado /ʃiː/ (como o "ch" em chá /ʃa/)
  • /ʒ/ - como em measure, pronunciado /ˈmɛʒə/ (como o "j" em jeito /ˈʒejtu/)
  • /h/ - como em hat, pronunciado /hæt/ (como o "h" em hoje /ˈoʒi/)
  • /tʃ/ - como em church, pronunciado /tʃɜːtʃ/ (como o "tch" em tchau /tʃaw/)
  • /dʒ/ - como em judge, pronunciado /dʒʌdʒ/ (como o "dj" em dj /deʒɪ/)
  • /m/ - como em man, pronunciado /mæn/ (como o "m" em mão /mãw/)
  • /n/ - como em no, pronunciado /nəʊ/ (como o "n" em não /nãw/)
  • /ŋ/ - como em song, pronunciado /sɒŋ/ (como o "ng" em engano /ẽˈɡanu/)
  • /l/ - como em light, pronunciado /laɪt/ (como o "l" em lua /ˈluɐ/)
  • /r/ - como em red, pronunciado /rɛd/ (como o "r" em rato /ˈʁatu/)
  • /j/ - como em yes, pronunciado /jɛs/ (como o "i" em io /ˈio/)
  • /w/ - como em we, pronunciado /wiː/ (como o "u" em uva /ˈuva/)

Características Únicas da Pronúncia Inglesa

A pronúncia inglesa é marcada por várias características únicas que contribuem para sua complexidade e distintividade:

  • Diversidade de vogais: O inglês tem uma ampla variedade de sons vocálicos, incluindo numerosos monoftongos e ditongos. Essa diversidade pode tornar o inglês desafiador para falantes não nativos, pois pequenas mudanças nos sons vocálicos podem levar a significados diferentes.
  • Aglomerações de consoantes: O inglês frequentemente apresenta aglomerações complexas de consoantes no início, meio e fim das palavras. Essas aglomerações, como "str" em "street" ou "lk" em "milk", podem ser difíceis de articular e requerem movimentos precisos da língua e da boca.
  • Ênfase e entonação: Os padrões de ênfase nas palavras e frases em inglês desempenham um papel crucial na transmissão do significado. As ênfases primária e secundária dentro das palavras, bem como a ênfase ao nível da frase, podem mudar o foco e a interpretação de uma frase. Os padrões de entonação também adicionam nuances emocionais e ênfase.
  • Letras silenciosas: O inglês contém muitas palavras com letras silenciosas, como o "k" em "knight" ou o "b" em "debt". Essas letras silenciosas são vestígios de pronúncias históricas e muitas vezes podem confundir os aprendizes.
  • Homófonos e homógrafos: O inglês possui muitas palavras que soam iguais, mas têm significados diferentes (homófonos), como "to", "two" e "too". Existem também palavras que são escritas da mesma forma, mas têm pronúncias e significados diferentes (homógrafos), como "lead" (conduzir) e "lead" (um metal).
  • Ligação e elisão: No discurso fluente, os falantes de inglês frequentemente ligam palavras e omitem certos sons (elisão). Por exemplo, "want to" pode se tornar "wanna" e "going to" pode se tornar "gonna". Esses fenômenos podem fazer com que o inglês falado pareça mais rápido e mais conectado.
  • Acentos e dialetos regionais: A pronúncia inglesa varia significativamente entre diferentes regiões e países. As variantes britânica, americana, australiana e outras do inglês têm acentos e regras de pronúncia características, o que às vezes pode levar a mal-entendidos entre falantes de diferentes dialetos.
  • Variabilidade fonêmica: O mesmo fonema pode ser pronunciado de maneira diferente dependendo da sua posição numa palavra e dos sons circundantes. Essa variabilidade adiciona uma camada extra de complexidade à pronúncia inglesa.

Vocabulário em inglês

Características da construção do vocabulário em inglês

O vocabulário em inglês é vasto e diverso, abrangendo palavras derivadas do latim, grego, francês e outras línguas. Essa rica história de empréstimos resultou em um léxico que é extenso e versátil.

As palavras em inglês geralmente têm vários significados e podem funcionar como diferentes partes do discurso, dependendo do contexto. Além disso, a construção do vocabulário em inglês depende muito da afixação, onde prefixos e sufixos são adicionados às palavras-raiz para criar novos termos. Esse processo permite a criação de expressões complexas e diferenciadas.

A importância de um vocabulário rico em inglês

Um vocabulário extenso é essencial para uma comunicação e compreensão eficazes em inglês. Ele tem vários benefícios:

  • Expressar-se de forma clara e precisa ajuda a evitar mal-entendidos.
  • Melhorar a compreensão da leitura permite que os leitores entendam o significado dos textos de forma mais completa.
  • Aumentar a erudição - um vocabulário rico é frequentemente um indicador-chave de inteligência e competência.
  • Ajuda a se envolver mais profundamente com diversos assuntos e ideias.

Compreendendo o vocabulário ativo e passivo em inglês

Em inglês, o vocabulário ativo se refere às palavras que usamos com frequência na fala e na escrita, enquanto o vocabulário passivo inclui palavras que reconhecemos, mas raramente usamos.

O vocabulário ativo é essencial para a comunicação diária, permitindo-nos transmitir nossos pensamentos e necessidades de forma eficaz. Por outro lado, o vocabulário passivo expande nossa compreensão e entendimento ao ler ou ouvir materiais complexos.

Ambos os tipos de vocabulário são cruciais; o vocabulário ativo permite uma expressão clara, enquanto o vocabulário passivo melhora a compreensão e enriquece nossa proficiência geral no idioma.

Benefícios de aprender vocabulário em inglês com cartões de vocabulário on-line

Os cartões de vocabulário on-line, como os disponíveis no módulo de cartões de vocabulário AgileFingers, são altamente eficazes para aquisição e retenção de vocabulário. Os cartões de vocabulário promovem a recordação ativa, o que fortalece as associações de memória. Além disso, a conveniência e a acessibilidade dos cartões de vocabulário on-line permitem que se pratique o vocabulário regularmente e consistentemente.

Desafios específicos do vocabulário em inglês

Um dos desafios específicos do vocabulário em inglês é a presença de homófonos — palavras que soam iguais, mas têm significados e grafias diferentes, como "their", "there" e "they're". Isso pode frequentemente confundir os alunos e até mesmo os falantes nativos.

Outro desafio é o uso de verbos frasais, que são combinações de verbos e preposições ou advérbios que criam significados inteiramente novos, como "desistir" ou "cuidar". Dominar esses verbos pode melhorar significativamente a fluência e a compreensão em inglês.

Por fim, o vasto número de sinônimos em inglês, que permite uma comunicação diferenciada, também pode ser opressor para os alunos. Entender as diferenças sutis entre sinônimos é crucial para usar o inglês de forma eficaz e eloquente.